top of page

Bateram no meu carro e fugiram: guia completo para lidar com a situação

Dirigir é uma atividade que requer um cuidado enorme, o trânsito acontece em conjunto e

por isso, mesmo que você seja um ótimo condutor, ainda sim pode passar por situações

complicadas como colisões.


O Brasil é um país que carece de motoristas com maior cuidado no trânsito, dados

divulgados pela Cobli mostraram que, de janeiro a abril de 2023 foram registradas mais de

100.000 ocorrências de excesso de velocidade. E sabemos que esse comportamento pode

gerar diversos problemas e acidentes.


Grupo de funcionários reunidos

Toda questão fica ainda mais complicada em casos onde o indivíduo responsável

pela colisão foge do local. Já imaginou estacionar o carro num local e quando voltar se

deparar com o veículo danificado? Com toda certeza a frustração é instantânea e em

momentos como esse é comum que muitas pessoas não saibam como agir de maneira a

evitar prejuízos ainda maiores.


Num cenário ideal, o responsável pela colisão assume seu erro e paga pelos reparos

necessários, mas e quando isso não acontece, o que fazer? Neste guia, vamos te mostrar

como agir durante a infame situação de "bateram no meu carro e fugiram", tendo um

seguro auto ou não.


E antes de tudo não esqueça: é crucial manter a cabeça fria e agir com inteligência para

resolver a situação da melhor forma possível.



Passos comuns para quem possui seguro auto ou não:


1. Registrar o momento


O primeiro passo é controlar as emoções. Respirar fundo e manter a calma é essencial para

lidar com a situação. Depois de se acalmar, tire fotos do local do acidente, dos danos no

veículo e de qualquer sinal que possa ajudar na identificação do culpado. Essas evidências

visuais são fundamentais para validar sua versão dos fatos, que será muito importante para

a realização do B.O e o contato com a seguradora. Tendo um celular em mãos fica fácil

documentar o ocorrido.



2. Buscar testemunhas


Em meio ao caos de um acidente de trânsito, as testemunhas podem ser a peça-chave para

esclarecer a situação e fortalecer seu caso, por isso é muito importante buscar o contato de

pessoas que presenciaram o momento da colisão e câmeras de segurança de estabelecimentos próximos



3. Fazer um B.O


Independentemente de como você julga a gravidade da colisão, é essencial registrar um

boletim de ocorrência. Esse documento será fundamental ao lidar com as seguradoras e, se

necessário, também pode ser usado em processos legais.



Se você já tem um seguro auto siga com esses passos após

realizar o que comentamos acima:



  • Informar sua seguradora

Se você é um motorista prevenido e possui um seguro auto, entre em contato com sua

seguradora o mais rápido possível. Forneça todas as informações coletadas, incluindo o

boletim de ocorrência. A agilidade no processo é crucial para garantir uma resolução mais

rápida e eficiente.



  • O seguro vai cobrir?


Em situações como essa, onde o responsável foge do local e a informação do culpado pela

colisão fica incerta, muitas pessoas acreditam que a seguradora não irá cobrir, mas é sim

possível ter o respaldo e conseguir o conserto do carro.


Nesse momento, as informações coletadas desde o primeiro momento que você viu a

batida no veículo serão essenciais e ajudarão demais no processo legal para conseguir que

os reparos sejam feitos.



Não tenho seguro, o que fazer?


Nesse cenário as coisas se complicam bastante, visto que os trâmites necessários para que

você não fique totalmente desamparado acontece, em um ritmo bem mais lento. Tendo

todos os registros, você pode acionar a justiça para buscar reparação dos danos. Consultar

um advogado especializado em acidentes de trânsito é a melhor opção, pois ele poderá

orientar você sobre como proceder legalmente e quais são seus direitos nesse momento.


Não deixe de fazer um seguro auto após! É comum pensarmos que situações como

essas nunca acontecerão conosco, mas a verdade é que ninguém está imune a passar por

isso. O seguro é uma proteção super importante e vai diminuir demais a dor de cabeça de

um momento que é tão estressante, além de, claro, minimizar muito seus gastos

financeiros.



“Os danos da batida no carro foram mínimos, ainda precisa fazer esse processo?”


Sim! Às vezes, os danos podem parecer insignificantes, e alguns motoristas optam por

deixar a situação passar, pensando que estão evitando um estresse maior, sem envolver a

polícia ou a seguradora. No entanto, esse caminho é bem arriscado, pois o causador pode

mudar de ideia depois, voltar e alegar que você foi o responsável pela colisão.


Por isso é tão importante registrar o ocorrido oficialmente para evitar complicações futuras e

estresses ainda maiores.


Enfrentar esse tipo de situação nunca é fácil, mas seguindo esses passos, você vai estar

melhor preparado para lidar com todas as circunstâncias e não sair perdendo dinheiro.


Aqui na Potência entendemos que imprevistos acontecem e estamos aqui para ajudar a

proteger seu patrimônio e te entregar uma vida com mais tranquilidade. Quer saber mais

sobre nossas opções de seguro auto? Entre em contato conosco!



acidente, colisão, batida, carro, veículo, o seguro cobre, seguro auto, seguro, danos,

danos mínimos, boletim de ocorrência, motorista







4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page